Alunos para Bauhaus-Universität Weimar

Dado que, para além dos 2 alunos seleccionados, existem ainda 2 alunas finalistas a candidatar-se às mesmas vagas, sugiro que os 4 enviem os vossos portofólios, em formato digital (cv, compilação de trabalhos e/ou um site com os trabalhos online) para que a escola possa escolher os 2 candidatos. Como os 2 candidatos do ano passado tiveram de passar por um processo de selecção, por parte da Bauhaus-Universität Weimar, sugiro que este ano os interessados sejam escolhidos de acordo com o seu portfolio.

Estabeleço como prazo para a entrega/submissão de link para consulta o dia 6 de Abril. Os mesmos serão enviados para a Bauhaus-Universität Weimar e será pedido a selecção dos 2 alunos que irão usufruir das vagas.

Colocações Erasmus 2009/10 (v1)…

Aqui segue a primeira versão da lista de colocações Erasmus para 2009/10.

Fachhochschule Kiel
Cristina Marisa Ferreira Silva 38381

Universität Klagenfurt 
Carlos Alexandre Figueiredo Gavina 35430
João Daniel Santiago Maio 42321
João Neto dos Santos 39232

Bauhaus-Universität Weimar
Ivo José Tavares dos Santos 43966
Luís Filipe Lopes Cardoso Couto 41960

Brno University of Technology – Faculty of Fine Arts
Marlene Sofia Ferreira Aidos 41801

Business Academy Copenhagen North
Ricardo Veiga Neto Mendes Barbosa 42936
Ricardo Manuel de Sá Dias 33720
Ana Daniela da Silva Alves 41811

Université Paul Verlaine – Metz
Carla Patrícia Simões Duarte 42150

Universidad de Vigo
Sérgio Augusto Rodrigues Amaral 42902

Universidad Rey Juan Carlos
Ana Luisa Almeida Cardoso 43009
Ana Filipa Martins Moreira de Lacerda Pereira 41464
Gonçalo Tonelo Ramalho 42263

Tomas Bata University in Zlín
Pedro Pinto Silva 42014
Paula Margarida Constantino Dias de Carvalho 42004
joana Sobrinho Maduro 41433

Universidad de Extremadura
joana caetano rocha nogueira 39957
João Batista Borges 43032

Libera Università Maria SS. Assunta
Ana Patrícia Ferreira Lapa 39986

The University of Portsmouth
Diogo Paulo Perez Costa 42198

Universidad de Santiago de Compostela
Diana Catarina de Freitas Marques 42306
João Daniel Morgado Quaresma Macedo 43321

Universidad Pontificia de Salamanca
João Pedro de Santos Pereira Fazendeiro 40227
Doriana Brandão Cristino 42684
Angela Patricia Azevedo Pena 39453
Wilson Manuel Sousa Alberto 35561

Se o vosso nome não aparece na lista é porque não foram colocados em nenhuma das vossa opções.
Neste post podem encontrar a lista de vagas ainda disponíveis. A reunião para discutir as colocações será realizada na 6ª (dia 3) às 13 . A sala será colocada aqui no blog. 

 

Vagas ainda em aberto

Fachhochschule Kiel 3
Universität Klagenfurt 1
Université Paul Verlaine – Metz 1
Universidad de Vigo 3
Libera Università Maria SS. Assunta 2
Universidad de Santiago de Compostela 1

Colocações Erasmus 2009/10 (v1)…

As colocações já estão praticamente terminadas. Estou, neste momento, à espera de uma resposta de uma das nossas instituições parceiras quanto ao pedido de alargamento do acordo de 2 para 3 vagas. Logo que obtenha essa resposta eu publico a primeira versão das colocações.

Ficam, desde já, avisados que não foram colocados os alunos com mais de 3 disciplinas em atraso e os alunos em fase de conclusão da licenciatura. No último caso foi determinante o facto de não terem nº suficiente de ECTS para completar um Learning Agreement (30 ou mais ECTS).

Durante do dia 1 de Abril haverão novidades aqui no volto já ua.

ATENÇÃO:

Nada do que foi dito neste post é mentira. Apesar de ser dia 1 de Abril todo o conteúdo aqui publicado é verdade e não uma brincadeira lançada no espírito do dia.

Weimar [Bauhaus Universität] antes do início do semestre

As aulas aqui só começam em Abril e só nessa altura saberei que disciplinas vou ter. Ainda assim, já tenho algumas dicas para dar a quem esteja a pensar vir para a Universidade onde nasceu o funcionalismo arquitectónico, agora situada na cidade onde viveram Goethe, Schiller, Bach e Lutero, centro cultural e, outrora, político da Alemanha. (Sim, estou muito orgulhosa do sítio onde estou agora.)

Este mês de Março é o mês das viagens e do curso de Alemão. Aconselho vivamente a frequência deste curso. A candidatura é feita juntamente com a candidatura à Universidade. No início faz-se um teste para colocar cada pessoa no seu nível de alemão. Há 9 níveis diferentes. O 1º é para quem não sabe mesmo nada e o 9º é para quem já só precisa de se aperfeiçoar. Um colega meu ficou nesse 9º nivel. Eu, que tive um semestre de alemão em Aveiro, fiquei no 3º. O curso é intensivo. Além de se aprender Alemão, o curso é óptimo para conhecer pessoas. E isso, nesta altura em que só as pessoas do curso de alemão estão em Weimar, é muito importante. Os alunos “normais” estão nesta altura de férias.

Weimar é uma cidade pequena, não é preciso transportes públicos. Para ir até às cidades vizinhas, o cartão da universidade que nos dão permite fazê-lo de borla. O cartão funciona, também, como bilhete de comboio, portanto. É maravilhoso. Para outras deslocaões aconselho a bicicleta, apesar do relevo da cidade. Eu ainda não comprei uma, mas uma compincha minha comprou uma (roxa, muito bonita, chamada “violet thunder”), em 2ª mão, por 40€. Já agora, para o nome da bicicleta não ser informação inútil, se estiverem curiosos em relação às actividades dos novos alunos na bauhaus este semestre, pesquisem no facebook pelo grupo com o nome da bicicleta.

Os preços em geral, aqui, não são muito diferentes dos portugueses, plo menos em comida e assim. Os cremes, para quem tem frieiras, são mais baratos. A cerveja, num bar, ronda os 2/3€ cada copo de 0,5l. As garrafas de 33 ou 50 cl rondam os 0,60€ cada no supermercado, o que faz com que a cerveja seja mais barata que a água. A cerveja de Weimar, da marca “weimarer” não é grande coisa e morre depressa. A cerveja da Turingia, muito bebida por aqui, é barata e não é má mas não é muito diferente da portuguesa. Quem gosta de cervejas mais “a sério”, com sabor a sério, tem muito por onde escolher. Há até uma cerveja com banana. Nunca experimentei. A moral da história da cerveja é, aqui há várias, não caras, e a dose mínima é 0,5l. Estou à espera de ir à Baviera, região onde se situa Munique, para experimentar a dose alemã, a Maß, 1l.

Outra coisa muito importante: atenção à candidatura à residência! Com a candidatura à universidade entrega-se também a candidatua a alojamento. Nessa altura pode-se concorrer a residência ou a apartamento. Quem escolhe residência pode escolher 3 da lista fornecida. Depois fica-se onde há lugar. O meu conselho é: não assinalem jakobsplan! Eu assinalei porque era uma das mais próximas da universidade. Não é um bom critério. A cidade é tão pequena que a residência mais afastada é muito próxima da universidade na mesma e os preços sao semelhantes, rondam os 150/170€. Jakobsplan, onde fiquei, é a pior residência de todas. E a maior. É um edifício horrivel, alto, bem ao jeito soviético. Tão soviético que a casa de banho é supr partilhada, tão partilhada que o banho é partilhado com as 3 pessoas que podem frequentar o corredor para onde dá a porta do quarto. Já vi mais 2 residências e são bem mais jeitosas. A mais bem localizada, das jeitosas, fica em Hummelstraße, a outra, mais jeitosa, mas mais longinho, fica na Lienizallee. Essa é maravilhosa, super moderna e cheia de vidro. Creio que foi concebida por um arquitecto da Bauhaus.

Para esclarecimento de dúvidas, utilizar a área de comentários.

Mais uns dias…

Olá a todos

Eis uma novidade fresquinha…
A fase de pré-candidaturas foi alargada até dia 9 de Março (2ª).
Isto quer dizer que as esperas à porta do meu gabinete vão continuar por mais uns dias. 

Quem estava na dúvida pode stressar durante mais uns dias.

E as vagas são…

E perguntam vocês: “Quem sou? Para onde vou?” E respondo eu: “Não sou a Maya. Quando muito posso dizer-te onde temos vagas para o ano lectivo de 2009/2010.” Como cumpro o que prometo….ei-las!

Ao fundo da página…

Qualquer dúvida pode ser colocada aqui em comentário…e-mails não serão respondidos.

Em terras de Sua Magestade

O balanço da minha primeira semana em Portsmouth é muito positiva.

O departamento de línguas está habituado a ter imensos alunos estrangeiros, ouve-se todo o tipo de línguas só de andar a passear nos corredores. Talvez por isso todas as pessoas que cá trabalham sejam tão simpaticas e prestáveis. Tenho recebido indicações preciosas, ajuda e sorrisos de todo o lado da universidade.

O departamente de arte e tecnologia – arts and creative technologies department –  tem umas condições brutais.

Por todos os edifícios há salas de estudo com ou sem computadores. Os do departamento de línguas arrastam-se, é tudo muito antigo. No departamento de arte e tecnologia à IMacs por todo o lado! Também há alguns windows, mas são um minoria, felizmente. Estes não se arrastam muito, mas afinal não são tão perfeitos como eu pensava.

As refeições… Pois bem para quem gostar de comer sempre a mesma coisa é o sítio perfeito. Primeiro comer por menos de 4£ é milagre. Segundo, os ingleses não têm propriamente hora de almoço, então tudo o que é refeição para o suposto “lunch” varia entre hamburguers, fritos, queixo, batatas fritas, sandes, snacks… Não há sitios para se sentar de faca e garfo a comer um bom bife ou uma bela sopinha. No máximo pode-se procurar restaurantes que terão as mais diversas nacionalidades, serão mais caros, e nunca serão ingleses.

O alojamento – ganhem o euromilhões, ou façam um bom plano poupança. As residências são carissímas, qualquer coisa entre as 80£ e as 110£ por semana. Alugar um quarto, bem, já depende das sortes, mas contem com pagar em média 300£ por mês mais contas, que também não são fofas. Deêm por felizes de não pagarem as propinas.

As saídas a noite, lamento, mas não conheço. Não é por falta de vontade, mas eu estou num regime um bocadinho diferente do “normal” e estou amigávelmente alojada em casa de amigos a quem não pago nada. A consequência é ficar a meia hora de distância de Portsnouth, portanto as noitinhas são passadas em casa. Tal acontece porque eu fiz protocolo muito tarde com Portsmouth e já não fui a tempo de conseguir bolsa, portanto ponham-se espertos.

Esta é a descrição mais simples que posso fazer de momento. Entretanto eu vou fazendo descrições mais detalhadas em www.suspensorio.inesamorim.com (para quem quiser saber mais) e há medida que souber de mais coisas úteis darei uma apitadela 😉 .

Divirtam-se aí por Portugal, que não é tão mau quando se está cá fora.

A prosito, eu sou a Inês Amorim do 3º ano de NTC.

Inté,

Inês