Tag Archives: Zlín erasmus Checa

Viver em Zlín

Sei que este post já vem tarde, e parece que os próximos erasmus já estão colocados. Ainda assim, fica para quem interessar, nem que seja para os próximos erasmus de Zlín verem onde se meteram…

Este post é sobre a vida em Zlín deixando a Universidade de fora. Num segundo post falarei sobre as aulas, professores, cadeiras recomendadas e afins…

Zlín à primeira vista não é uma cidade bonita. A paisagem é industrial e não existem aqui grandes obras de arquitectura, nem sequer monumentos históricos a visitar… Zlín vale pela Universidade, que felizmente não desilude. Claro que, para nós, haverá sempre o atractivo de ver a cidade coberta de neve nos primeiros meses… mas passado uma semana, o desconforto que passa pelo frio, pés molhados e muitas quedas faz com que esse encanto desapareça. Ainda assim, e ao contrário do que esperava, o frio não é assim tão incomodativo considerando que qualquer edifício está devidamente aquecido.

A dinâmica de grupo entre os erasmus não deve diferir muito das outras comunidades erasmus em geral, mas aqui em Zlín há uma particularidade: os portugueses estão em maioria. Somos 15, e a seguir só mesmo o grupo dos franceses, que são uns 11. E a nossa fama não é muito boa diga-se… a Martina (orientadora de erasmus cá) não teve dúvidas quando lhe perguntei quais eram os “troublemakers” mais frequentes, cada semestre. Já agora, ela também me contou que pediram mais uma vaga para um aluno de NTC. Eu dei logo o meu exemplo e o do Côa, que eramos uma amostra calma do grupo, e por isso não era de Aveiro que viria algum terrorista.

Mas não se preocupem, vão poder interagir com estudantes de toda a Europa, afinal é para isso que vieram de erasmus. Sou fã dos erasmus de leste, porque moram em países onde a Eurovisão é popular, então divirto-me a falar com eles sobre o tema. As portuguesas também se divertem com eles: de como se vestem mal, das roupas com coisas brilhantes que usam e de como parecem parolos. Mas toda a gente se ama no fundo.
Enfim, o que interessa é que vão fazer muitos amigos de certeza – a comunidade é praticamente uma família e mora quase toda na residência – é que não há muito interesse em mudar para outro sítio dado que as condições são óptimas.

Sobre os checos, há de tudo. Mas já vi pessoas mais hospitaleiras. Vão acabar por interagir com eles, sobretudo se tiverem cadeiras onde são o unico erasmus – mas o esforço tem de vir da vossa parte. Ah, para aqueles que vieram à procura de Lenkas do preço certo – também não se vão desiludir. Mas adiante…

A vida nocturna, surpreende, na minha opinião, para uma cidade pequena como Zlín. Quarta-feira é o grande dia de sair por cá – com o jantar internacional que o antecede sempre. O pessoal cozinha um prato e leva… mas a grande estrela é a nossa sangria. Uma vez os franceses ficaram encarregues da bebida e fizeram um “ponche”, mas foi um bocado fail. O que interessa é preparar para o se segue: MUSICLAND – que é a discoteca onde toda a gente vai nesse dia. Pelo menos a maioria. Também há a discoteca de Sexta, a discoteca de Sábado, o sítio rock-alternativo e ainda mais uns bares. De certeza que vão encontrar o vosso sítio, mas no fundo o melhor é a companhia… e a música – e aí as opiniões dividem-se, mas hey, depois de uns copos (que custam uma bacatela!) tudo é dançável.

Como o post já vai longo, vou concluir com algumas coisas que para mim são relevantes: Os bens de primeira necessidade são mais baratos. A maior parte dos filmes não são dobrados, por isso ir ao cinema é perfeitamente viável (e nem há grandes atrasos). Há cá Mcdonalds, KFC, Subway, mais uns estabelecimentos de fast food mexicanos e chineses. Também há restaurantes “a sério” onde se come bem.

Bem, por agora é tudo. O próximo post é sobre a parte lectiva da minha experiência. Nashledanou!

Advertisements